Notícias

Cirurgião torácico é inocentado em ação de indenização por suposto erro



31/08/2017 - 12:02



O Escritório Especializado em Defesa Médica Télvio Valim, que também é coordenador do Departamento Jurídico do Sindicato dos Médicos (Simes), apresentou defesa em ação indenizatória interposta em face de cirurgião torácico, obtendo êxito em sua defesa.

O paciente ajuizou a ação indenizatória em 2012, buscando condenação do profissional por erro médico não ter retirado estilhaços de projétil de arma de fogo de seu tórax. Alegou, ainda, que após receber alta hospitalar, continuou sentindo fortes dores, mesmo fazendo uso de todos os remédios prescritos, o que, segundo o paciente, permaneceu durante 22 anos. O paciente aduziu que procurou um pneumologista em agosto de 2007, o qual solicitou exame de raio-x do tórax, onde foi constatado a presença de estilhaços metálicos de projétil de arma de fogo, que supostamente seria o que vinha causando as dores no paciente.

Em defesa, no entanto, foi devidamente esclarecido que a retirada de todos os estilhaços, muitas vezes, não é aconselhada, especialmente os de difícil acesso ou com localização perto de órgãos vitais. Com isso, após aproximadamente quatro anos de trâmite processual, o juiz acolheu a tese de defesa e julgou extinto o processo.






(27) 3223-1866 | contato@valim.adv.br